domingo, 26 de setembro de 2010

O CÉREBRO, A MENTE E AS EXPERIÊNCIAS TRANSCENDENTES - Continuação

Continuando o relato da conferência do neurocientista canadense Mario Beauregard:
O CASO PAM REYNOLD

Outros estudos relatados parecem falsear o pressuposto materialista do "localismo", ou seja, que a mente só atua no corpo, não há ação à distância.

Um caso muito estudado que parece fasear o "localismo" é o de Pam Reynolds. Em 1991, Pam Reynold estava com um grande aneurisma na base do cérebro, de difícil e perigosa operação. Optou-se, então, por um novo procedimento operatório desenvolvido pelo Dr. Robert Spetzler que diminuiria em muito o risco operatório: consistia em abaixar a temperatura corporal da paciente a 17 graus centígrados, com paralisação dos batimentos cardíacos e das ondas cerebrais. Pam Reynold ficou, então, clinicamente morta por cerca de uma hora!

Nas condições em que estava, toda os pressupostos materialistas dizem ser impossível qualquer consciência. Contudo, após acordar da bem-sucedida operação, Reynold relatou uma experiência fora do corpo, descrevendo com precisão diálogos entre os médicos e enfermeiros, procedimentos operatórios que estavam realizando, instrumentos que estavam usando. Além disto, narrou a experiência com uma luz maravilhosa que sentiu como o princípio de tudo no Universo. E que a sua alma, sua identidade fazia parte desta luz. Esta experiência a transformou profundamente.

No You Tube há um vídeo com legendas em português, com entrevistas com ela e seus cirurgiões. A opção incorporar foi desativada para este vídeo, mas poderá ser visto em  http://www.youtube.com/watch?v=v5VSpxaOUOY&NR=1. Este vídeo legendado é a parte final do vídeo completo em inglês, produzido pela BBC, que está abaixo:



Como curiosidade, há um filme de 1990, com a Julia Roberts (e vários outros bons atores), "Linha Mortal" (Flatliners no título original), que foi provavelmente inspirado no procedimento do Dr. Spetzler. Mas não foi inspirado no caso Reynold que ocorreu em 1991.

Nenhum comentário:

Postar um comentário