sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Congresso Internacional de Educação e Espiritualidade - 1o. dia

Hoje foi o 1o. dia do Congresso. Começou com um belo coral de crianças. Dora Incontri surpreendeu (ao menos a mim que não conhecia este seu talento) ao cantar, em determinado momento, em contraponto ao coral. iniciou, com bela voz e em alemão, uma canção que possivelmente é do folclore alemão, continuada em português pelas crianças.


O 1o. palestrante do Eixo Saúde e Espiritualidade (coordenado pelo Dr. Júlio Peres) foi o Dr. Robert Cloninger da Universidade Washington, Saint-Louis, EUA. Sua palestra, intitulada "Viagens para o bem-estar caminhos terapêuticos e pedagógicos", trouxe-nos relevantes informações das pesquisas que vem desenvolvendo há vários anos no mundo todo, sobre o bem-estar, a resiliência da saúde e da felicidade. Mostrou, por exemplo, que os bons resultados escolares dependem do desenvolvimento de todas as dimensões da pessoa - físico, emocional social, intelectual e espiritual. E apontou diretrizes para este desenvolvimento.


O 2o. foi o Dr. Alexander Moreira-Almeida, da Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF-MG. O título da sua palestra foi "Evidências do impacto da espiritualidade sobre a saúde". Os resultados de extensas pesquisas que realizou (e levantou) mostraram que as pessoas praticantes de uma religião (isto é, que vão regularmente aos cultos), apresentam melhores indicadores de bem-estar psicológico, como satisfação com a vida, felicidade, afeto positivo e moral elevado, melhor saúde física e mental, bem como menor taxa de mortalidade. Também são menos propensas ao abuso de álcool e de drogas.


A 3a. palestra foi do Dr. Frederico Leão, do Hospital João Evangelista e do ProSer-USP - "Relato de um programa de saúde, espiritualidade e religiosidade". Contou sobre o desenvolvimento do ProSer - Programa de Saúde, Espiritualidade e Religiosidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP que visa: prestar assistência aos pacientes;desenvolver programas de ensino e capacitação profissional para a dimensão integral da saúde; estimular a produção de conhecimento a partir de uma perspectiva interdisciplinar das relações entre saúde, espiritualidade e religiosidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário