domingo, 15 de julho de 2012

Atenção Plena - parte 4: A Mente Emocional

Você está na mente emocional quando suas emoções estão no controle – quando elas influenciam e controlam o seu pensamento e o seu comportamento.

·      A mente emocional pode ser muito benéfica. O amor intenso sempre aparece nos livros de histórias como a motivação para os relacionamentos. O amor intenso (ou o ódio intenso) alimenta guerras. Devoção ou desejo intenso motiva as pessoas a cumprirem tarefas difíceis, sacrificando-se por outras pessoas (p.ex., mães que atravessam o fogo para salvar seus filhos).

·      Certa quantidade de mente emocional é desejável. Algumas pessoas têm mais que a maioria; são as pessoas "dramáticas" do mundo e sempre serão. Pessoas muito emotivas costumam ser apaixonadas por pessoas, causas, idéias, etc. Outras pessoas parecem ter menos do que a maioria. Mas, nem sempre isto é verdade: estas podem ter aprendido a reprimir suas emoções, às vezes tão fortemente que, muitas vezes, têm dificuldade em saber o que estão sentido de fato e, quando conseguem perceber, têm dificuldade em nomear a emoção (por exemplo: tristeza, alegria, tédio, frustração, raiva, ciúmes, medo etc.).

·      Problemas com a mente emocional ocorrem quando os resultados são positivos em curto prazo, mas negativos a longo, quando a própria experiência é muito dolorosa ou leva a outros estados e acontecimentos dolorosos. (p. ex., a ansiedade e a depressão podem ser dolorosas por si sós).

·      O estado de mente emocional é exacerbado por: (1) doenças; (2) privação do sono, cansaço; (3) drogas, álcool; (4) fome, bebida, comer demais, má nutrição; (5) estresse ambiental (demandas demais); e (6) ameaças percebidas no ambiente em que se vive ou trabalha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário